terça-feira, 4 de novembro de 2008


Salve o Sol, a natureza, o Orvalho da Manhã !Salve Deus todo Poderoso,que me dá a felicidade de tomar a benção de toda a Natureza.Salve o Vento, o Sol, a Chuva, as Nuvens, as Estrelas e a Lua !Salve as forças das Águas, a Terra, a Areia e o Solo fértil !Que belo seja seu remédio !O Pão que parto à mesa, seja multiplicado !O trigo que trago comigo, seja minha propriedade.O Universo me abrace.E que os quatro elementos: Terra, Água, Fogo e Ar,me dêem as forças necessárias para todas as dificuldades de minha vida.Meus caminhos sejam abertos, hoje e sempre,com toda a pureza dos Elementais, dos Anjos Mensageiros de Deuse da nossa Rainha Santa Sara Kali.Amém!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Significado dos Incensos


ABSINTO - Estafa, cansaço mental e físico.
ACÁCIA - Sucesso nos negócios e bom para saúde.
ALECRIM - Saúde, limpeza de ambiente, estimulante, aumenta a disposição e a autoconfiança, e melhora o humor.
ALFAZEMA - Limpeza astral, meditação, equilibra emoções, calmante, insônia, descarrego.
ALMÍSCAR - Romance, é ideal para ser usado durante encontros amorosos. ÂMBAR - Ansiedade, ajuda na intuição para escolher as coisas certas, concentração.
ANANDA - Limpeza espiritual completa de ambientes.
ARRUDA - Mau Olhado, contra inveja, proteção.
ASTHAR - INCENSO MEDICINAL - Limpeza de ambientes, saúde.
BÁLSAMO - Acalma ambientes, harmoniza lugares muito carregados e libera as emoções de forma suave.
BAUNILHA - Amor, afeição e sorte.
BENJOIM - Fé e esperança, generosidade, proteção, ajuda nas atividades intelectuais, é expectorante.
CAMOMILA - Calmante, insônia, boa sorte, dinheiro e paz.
CANELA - Prosperidade, atrai dinheiro, sorte, proteção, afrodisíaco, ajuda a fixar a memória.
CÂNFORA - Limpeza astral, tristezas, atua sobre a aura, equilíbrio psicológico. Energizante, sucesso e limpeza. Dilata os alvéolos pulmonares.
CAPIM LIMÃO - Estimulante mental, revitalizante, purificante, concentração.
CEDRO - Longevidade, força, justiça, doenças de pele, bronquite, acne.
CHAMA VIOLETA - Purifica o karma, paz, serenidade, para se usado em rituais e meditações.
CHOCOLATE - Fortuna, lucro e harmonia.
CRAVO - Harmonia, purifica a alma, desbloqueia repressões, amor, prosperidade, quebra feitiços, elimina negatividade
CUPIDO - Poder de sedução.
DAMA DA NOITE - Romances, ideal para encontros amorosos, força, limpeza e purificação..
DEFUMADOR COMPLETO - Limpeza de ambientes, elimina energias negativas.
ERVA-CIDREIRA - Insônia, calmante, boa sorte.
ERVA-DOCE - Purificante, revigorante, refrescante, limpeza espiritual, amor e dinheiro.
ESPIRITUAL - Rituais esotéricos, místico, libertação, elevação espiritual, limpeza e proteção.
EUCALIPTO - Purificador, lucidez, intuição e inspiração, equilibra emoções, força e limpeza. Ajuda as funções pulmonares e elimina as tensões.
FLOR DE LARANJEIRA - Anti-depressivo, atrativo, estimulante.
GANESH - Equilíbrio espiritual e material, remoção de obstáculos.
GERÂNIO - Saúde, Santa Sara, atrai amor, paixão e proteção.
JASMIM - União, pensamentos elevados, conecta o 3ºOlho, para pessoas tímidas, negócios, paixão e felicidade.
LARANJA - Anti-stress, eleva o astral, purificante, alegria.
LAVANDA - Stress, sistema nervoso, pulmões e do aparelho genital. Amor, sorte e dinheiro.
LIMÃO - Alegria. Protege contra várias doenças, principalmente do estômago e dos intestinos.
LÍRIO - Tranqüilidade, processo de criação, gestação, nascimento, pureza, é a flor que o anjo Gabriel leva na mão.
LÓTUS - Pureza, favorece a determinação, tranquilidade, comunhão espiritual, amizade, sorte e vida longa.
LUA - Bons sonhos, sensualidade e prazer.
MAGIA EGIPSIA - Poder, fama e dinheiro.
MAGIA INDIANA - Poder, fama e fortuna.
MAÇA-VERDE - Memória e o raciocínio, trabalhos intelectuais, clareia as idéias, paixão.
MIRRA - Místico, energias negativas, eleva o espirito, sorte e sucesso.Inflamações.
MEL - Prosperidade, oferendas aos anjos, amor, ansiedade, perseverança, para objetivos complicados.
MORANGO - Alegria, sensualidade e prestígio.
NAGCHAMPA - Ideal para trabalhos de cura e relaxamento.
ÓPIUM - Energiza o ambiente, próprio para recitar mantras.
PATCHOULI - Para despertar grandes paixões, quebra feitiço, exorcismo, remoção de osbtáculos. Tonificante, anti- inflamatório e para infecções.
ROSAS - Meditação, amor, felicidade, rituais, concentração. Fígado e na circulação.Pressão baixa. insônia e dor de cabeça.
RELIGARE - Limpeza de ambientes.
SAI FLORA - Harmoniza ambientes, usado em rituais, limpeza.
SÂNDALO - Realização, desenvolvimento espiritual, viagem astral, insônia, meditação, aumenta a resistência física.
SOL - Brilho, liderança e fortuna.
YLANG-YLANG - Atrai a paz e equilíbrio espiritual.
VIOLETA - Purifica o karma, paz, serenidade, melhora de pessoas doentes. Expectorante e tonificante.
VERBENA - Fertilidade, prosperidade, sucesso, afasta espíritos, compreensão, relaxa, voz, garganta, faringe, tiróide, gripes e resfriados.
VETIVER - Finanças, promove ganhos, vitórias, atrai o amor, proteção física e psíquica.

AÍRES - Alfazema
TOURO - Canela
GÊMEOS - Âmbar
CÂNCER - Acácia
LEÃO - Alecrim
VIRGEM - Benjoim
LIBRA - Lírio
ESCORPIÃO - Almíscar
SAGITÁRIO - Cravo
CAPRICÓRNIO - Rosas
AQUÁRIO - Jasmim
PEIXES - Violeta


Direitos de Cigana Carmencita

Orixás

EXÚ

Guardião de todas as passagens, inclusive do céu e a Terra, e das porteiras que existem em nosso mundo. Exu é um orixá muito importante e foi o terceiro elemento criado diretamente por Olorum, com a mesma matéria seria usada, mais tarde, para criação da terra e das criaturas. Nasceu para ser um comunicador, fazendo a ligação entre todos os orixás e os seres criados. É sempre reverenciado em primeiro lugar, antes de qualquer outro orixá, para que todas as oferendas e obrigações cheguem ao seu destino.

Dia da semana: segunda-feira
Cores: vermelho e preto
Domínios: caminhos, cruzamentos, alto de montanhas, etc.
Oferendas: padê, inhame com dendê, piquiri, etc.


YEMANJÁ

É Orixá da paz, da ausência de conflitos e da fartura. Na mitologia, ela foi mãe de Ogum e Ode, além de adotar como filhos outros Orixás, como Obaluaiê e Omolú, que foram rejeitados por sua verdadeira mãe. Orixá responsável pela concepção da vida, pela fertilidade, é totalmente ligada ás águas, sendo denominada a mãe dos filhos peixes. Nós, seres humanos, também somos formados por água, possuindo uma pequena parte desse elemento de Yemanjá em nosso corpo.
Olokun é que reina os oceanos.

Dia da Semana: Sábado
Cores: branco, prata, transparências de azul e verde
Domínios: lagoas, quebra-mar e pororocas
Oferendas: manjar branco, canjica amarela, milho branco com mel, etc.


OXOSSI-ODÉ

É Orixá caçador, que vive nas florestas e nas terras verdes não cultivadas. Na mitologia, Ode é o filho de Yemanjá e irmão de Ogum, que assim como ele adora liberdade. É muito confundido com a caçadora Oxossi seu complemento feminino. Ode tem como missão trazer caça para todos os povos do mundo. A caça simboliza o alimento necessário para a sobrevivência das espécies e, também, a busca de novos caminhos para o desenvolvimento.

Dia da Semana: quinta-feira
Cores: azul turquesa e verde
Domínios: florestas, matas e terras virgens
Oferendas: milho cozido, papa de milho, etc.



IANSÃ-OYÁ

Grande Senhora, domina os raios e as tempestades, é a divindade que conhece a força dos ventos, evocando-os quando necessário. Ao lado de Xangô, seu primo e marido, conquistou um vasto império. Originou-se nas águas e têm o poder da procriação e da fertilidade.

Dia da Semana: quarta-feira
Cores: Vermelho terra, marrom, branco e rosa
Domínios: ventos, cemitérios, taquaral, caminhos, águas, etc.
Oferendas: acarajé, inhame, broto de bambu, etc.



OXUMARÉ-OBESSEM

Grande Rei, filho de Orixalá e Nana, irmão de Obaluaê e Iroko. Detentor de grande poder, fortuna e conhecimento profundo do universo. É o Orixá da transformação, do movimento constante e da harmonia do Universo. É responsável pela evolução, em todos os sentidos. È representado pela cobra não venenosa, que morde a própria cauda. A aliança entre o Céu e a terra foi estabelecida através do arco-íris, onde Oxumaré revela para o mundo todas as suas cores. Esse orixá transporta as riquezas de um plano a outro da existência. Foi com as sete cores do arco-íris, que revelou a Terra multicolorida.
Para os ciganos toda vez que avistam o arco-íris eles invocam MAMIORRI, mensageira da cura, dona das sete ervas. Acreditam que através do arco-íris ela vem visitar o mundo terreno, abençoando a todos com a maior riqueza que o ser humano pode possuir: a Saúde.

Dia da Semana: terça-feira
Cores: preto, verde, amarelo ou multicolorido
Domínio: terra, atmosfera, chuva e arco-íris
Oferendas: batata doce, amendoim, inhame.


NANÃ


Grande senhora das terras molhadas e fecundas, com o qual foram criados todos os seres, reina na lama, que formou a Terra, nas águas paradas e pântanos. Pelo fato de ser um dos primeiros Orixás criados por Olorum, é caracterizada como uma anciã, ou uma Avó. Nana vive nas madrugadas, quando o orvalho umedece a Terra. Por isso, só aceita oferendas em sua homenagem após três horas da manhã, quando o sol ainda não se levantou.

Dia da Semana: terça-feira e sábado.
Cores: branco, preto roxo e azul.
Domínios: lama, pântanos, lodo do fundo dos rios e mares.
Oferendas: feijão fradinho, milho branco, arroz, acaçá e pipoca.


OBALUAYÊ-OMULU

Poderoso orixá filho de Nanã Buruque e Orixalá. Esse orixá, senhor das doenças e da morte, é representado pelas três cores primitivas do Universo: vermelho, o preto e o branco. Isso quer dizer que ele detém os três tipos de sangue, ou axés, que existem na natureza. Segundo as antigas lendas, nasceu com o corpo todo coberto por chagas, que ficavam escondidas sob vestes de palha. Foi através da sua própria força interior que ele conseguiu curar-se e também desvendar os segredos das doenças que atingem os seres criados. Ele traz as enfermidades (lepra, peste, eczemas, varíola, malária etc., que provocam aumento de temperatura corporal), traz também a cura para elas. Omulu é quem faz limpeza do corpo após a morte, permitindo que as pessoas falecidas se desprendam desse plano de existência.

Dia da Semana: segunda-feira
Cores: preto, branco e vermelho
Domínio: terra, árvores, cemitérios, estradas abandonadas, universo das doenças.
Oferendas: pipoca, sarapatel, cuscuz, inhame, etc.


IBEJI

Os gêmeos sãos filhos de Xangô e Iansã. Representam os Erês, a forma infantil de todos os orixás. Simboliza inocência, a espontaneidade, a pureza. Representam a força mágica de tudo que é duplo.

Dia da Semana: Domingo
Cores: Rosa e azul
Domínios: praças e jardins
Oferendas: Balas, doces, bolo, guaraná etc.


OSSAIM

É o orixá guardião de todos segredos das folhas, raízes e cascas. É o grande curandeiro, com sua habilidade e conhecimento em manipular as folhas, consegue produzir o remédio eficaz para as doenças do homem. Também usa esse conhecimento para preparar poções mágicas e encantamentos para os mais diversos fins. Ele vive isolado nas matas e florestas, não existindo relatos sobre uniões com outros orixás.

Dia da Semana: terça-feira.
Cores: verde-mata, branco e preto.
Domínios: matas, florestas, raízes e folhas
Oferendas: mandioca ou inhame, folhas de fumo, folhas de café, etc.


XANGÔ

É o orixá das pedreiras, das terras áridas e das rochas. Seu elemento é o fogo, dominando também o raio e o trovão. O metal a que pertence é o cobre. Como grande amigo da justiça, é imparcial em suas ações, usando toda sua autoridade para resolver as mais difíceis questões, tarefa que ninguém gosta de fazer. Sempre podemos recorrer a ele quando nos defrontamos com questões litigiosas ou problemas jurídicos.

Dia da Semana: quarta-feira.
Cores: marrom, vermelho e branco.
Domínios: pedreiras, minérios, lava do vulcão, raios e trovões.
Oferendas: amalá, arroz com carne seca, ajebó, rabada, etc.



OGUM

Filho de Yemanjá e Oxalá. Ele domina e conhece todos os caminhos, por isso nunca se perde e está sempre ajudando quando corretamente evocado.Representa o trabalhador manual, aquele que transforma a matéria-prima em produto acabado. A guerra que Ogum trava sempre é destruidora. Ao contrário, se essa energia for bem canalizada, poderá ser utilizada para alcançar objetivos nobres, traçar novas diretrizes e vencer os obstáculos da vida.

Dia da Semana: terça-feira.
Cores: azul-escuro, verde e o branco.
Domínios: caminhos, profundezas da terra, jazidas de ferro, praias, etc.
Oferendas: feijoada, vatapá, inhame com feijão preto, farofa de carne de frango desfiada, etc..


OXUM

Domina as águas doces dos rios, lagos, córregos e cachoeiras, tendo algumas qualidades que também habitam a água salgada. É considerada a mãe dos peixes. É responsável pela irrigação e fecundação da terra, possibilitando o surgimento de uma nova vida. Ela é freqüentemente evocada para propiciar uma boa colheita. Têm o poder sobre a gestação e fertilidade dos seres humanos. Protege o ser criado no momento da concepção e período intra-uterino. Está presente na hora do nascimento e pós-parto., tornando-se responsável pela criança o tempo necessário para que esta possa caminhar sozinha. Está ligada a riqueza, tendo no ouro seu principal metal, que é, também, sua cor predominante. Além disso, a beleza e a graciosidade são seus predicados mais apreciados.

Dia da Semana: sábado
Cores: amarelo ouro e rosa.
Domínios: rios, nascentes, olhos d’água, cachoeiras e mares.
Oferendas: Omolucum. Ipeté, papa de fubá doce, etc.



OXALÁ

Oxalá, Orixalá ou Oxalufan é a primeira forma de orixá que foi criada por Olorun, no início dos tempos, sendo associado ao ar, que existia antes da criação da Terra, e também à água do início da existência. Detém o axé da criação de todos os seres da terra, representando a fertilidade masculina.
Oxalalufan representa a maturidade, a sabedoria e o equilíbrio. Veste-se inteiramente de branco, sendo responsável pela manutenção da paz e da tranqüilidade entre os seres criados. Na mitologia africana é considerado pai de todos os orixás e de todos os seres vivos, sendo, por esse motivo, constantemente reverenciado em festas públicas e diversos rituais.
Oxaguian também carrega as cores azul e vermelha, além do branco. Isso se deve o fato de possuir uma grande ligação com o Orixá Ogum. Usa uma espada e um escudo que recebeu de Ogum. Além do raciocínio, este orixá usa o artifício da guerra em determinados momentos. Essa guerra não deve ser interpretada ao pé da letra, mas, sim, num sentido mais abrangente, como, por exemplo, na luta pela sobrevivência. Foi um grande estrategista, não entrando em guerra sem antes pensar muito bem nos pós e nos contras, a fim de não pôr em risco seus exércitos. Evitava ao máximo o confronto, tentando sempre resolver os problemas de outra maneira; mas, se os argumentos não adiantavam, entrava na guerra lutando até o final, custasse o que custasse. Orixá da fartura, da riqueza e do raciocínio pleno.

Dia da semana: sexta-feira
Cores: Oxalufan - branco e prata; Oxaguian – branco com nuanças de azul ou vermelho
Domínios: atmosfera, oceanos, alto das montanhas, céu
Oferendas: canjica, acaçá de inhame, arroz com peito de frango, arroz doce, etc.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

sábado, 28 de junho de 2008

Como Preparar o Baralho Cigano Para o Jogo

Energização do Baralho

Ande com o Baralho Cigano no mínimo 7 dias e durma com ele, leve-o para onde for, embara-lhe-o algumas vezes, passando a sua energia. Depois energize-o.
Há várias maneiras de energizar as Cartas, ensino a que aprendi e utilizo até hoje.
Plastificar e lavar na água do mar. Com um pano virgem branco retangular, coloca-se as cartas em forma de leque no sol, por 2 horas no mínimo. Já no altar, em posição normal espalha-se as cartas, ainda no pano branco, com um cristal de pirâmide do lado direito com incenso de madeira. Do lado esquerdo das cartas outro cristal de pirâmide com incenso de ópio. Na taça oferecer uma bebida licorosa ou vinho rose com uma vela verde para cigana. Para o cigano oferecer anis ou vinho tinto com a vela azul.
Fazer a oferenda de frutas para os ciganos em um tacho de cobre ou cesto de palha.Oferenda para Cigana: Frutas femininas, bebidas licorosas ou vinho rose, cigarro filtro branco, flores, velas de qualquer cor. Oferenda para o Cigano: Frutas masculinas, vinho tinto ou licor de anis, cigarro filtro escuro, velas de cores masculinas ou branca.
Peça a Cigana Mamiori intuição.


Imantação do Baralho:

Um tacho de cobre com:
Lentilha
Ametista
Citrino
Quartzo Branco
7 Folhas de louro
Pau de Canela
Deixar o Baralho até ser usado novamente.


Oração para Consagração do Baralho

Salve Mamiori, cigana da intuição!
Salve Santa Sara Kali, rainha cigana!
Salve água, terra, fogo e ar!
Estou neste momento tornando meu trabalho sagrado, dele só quero a verdade e a vidência. Prometendo usar minha intuição sempre para o bem e para a verdade.
Na chama desta vela, eu firmo meu juramento (estender as mãos nas velas), na fumaça do incenso eu abro o meu 3º olho(colocar as mãos no incenso e depois no 3°olho), com a água eu limpo meu baralho das forças negativas (jogar um pouco de água no baralho), com a terra meus caminhos estão abertos para ajudar aqueles que venham me procurar.
Este é o pacto que firmo com o meu povo cigano!
Assim Seja!

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Altar Cigano

Material necessário para montar seu altar cigano:

Um casal cigano
Santa Sara
Tacho de Cobre ou Cesto de Vime
Taça com água mineral ou filtrada
7 cristais claros
Conchas
Baralho Cigano
Porta Incenso
Castiçal
Punhal, lavado na água do mar e secado sozinho
5 Moedas Antigas
Lenço ou toalha estampada
Perfume
Saia
Objetos pessoais de sua cigana
Opcional: Pandeiro com fitas coloridas, castanholas e bijuterias em geral.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Maneira Como as Ciganas Deitam as Cartas

A mesa onde uma cigana deita as cartas para ler a sorte está sempre preparada, pronta para ser usada a qualquer momento caso ela queira. Ela não é desmontada como costumamos a ver nos espaços esotéricos. Contudo a cigana quando não está lendo a sorte tem o costume de “fechar” sua mesa, ou seja, as velas são apagadas, à água jogada em água corrente, as cartas envoltas em lenços de seda e guardadas em pequenos cofres junto com objetos de sorte como amuletos, talismãs e jóias. Em seguida a mesa é coberta por uma fina toalha, resguardando dos olhares curiosos. Os ciganos não tocam na mesa de uma cigana sabem que é proibido e respeitam porque entendem que a mesa e os apretechos quase como sagrados, e um cigano não desafia outro cigano, a respeito de assuntos espirituais, pois nunca se sabe qual dos dois possui poder maior ou mais eficiente.

Para as ciganas que andam a ler a sorte pelas ruas, as vezes, descalças por 7 anos (Gau), elas levam as Cartas Ciganas na bolsa cigana. Se for mulher casada abre as cartas em cima do avental cigano. Se for moça solteira, virgem, abrem em cima da saia cigana. As ciganas deverão usar os métodos que lhe foram passados ao serem iniciadas. Assim como eu tive a revelação do nome da minha entidade, e de como utilizar as cartas na arte adivinhatórias, cada uma das ciganas tem o livre-arbítrio para usar o método que lhes foi ensinado, mesclado ou não com o meu, ou com o que seu guia espiritual determinou.

Para a mulher não cigana abrir as cartas em cima de um lenço, de preferência nunca cor escura; quanto mais colorido e estampado melhor será. O lenço pode ser substituído por uma toalha branca.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Grupos ou Clãs Ciganos

Os ciganos não aceitam a palavra tribo para denominar seus grupos, pois não possuem chefes equivalentes aos caciques indígenas no qual está centrado o poder. Cada grupo é liderado pelo conjunto dos homens mais velhos e também dos idosos vistos como sábios e dignos do mais alto respeito e consideração.

Grupo Kalon
Fixaram residência principalmente na Espanha e Portugal, onde sofreram sérias perseguições. Paises católicos e conservadores proibiram os ciganos de falar seu idioma, usar suas vestes típicas e realizar festas e cerimônias segundo suas tradições. Dizem que os Kalons originaram no antigo Egito.

Grupo Moldovano
De pele mais clara e olhos azuis, este grupo originou-se em terras da Rússia. Por causa do frio mal se conhecia sua origem cigana nas vestes.

Grupo Hoharanó
Surgiram em terras turcas e se destacaram como grandes criadores de cavalos.

Grupo Kalderash e Matchuiya
São originários da Romênia e da antiga Iuguslávia. O canto, a dança e o artesanato do cobre são as principais ocupações destes clãs.

Origem do Povo Cigano

O povo cigano não tem até os dias de hoje uma linguagem escrita, fica quase impossível definir sua verdadeira origem, assim como, fazer um estudo histórico, desde os seus primórdios, com um número suficiente de dados, para garantir a autenticidade. Portanto, tudo que se disser sobre a origem do povo cigano será baseado em conjecturas, similaridades ou suposições.

A hipótese mais aceita é que o povo cigano teve seu berço na civilização da Índia antiga, num tempo que também se supõe como muito antigo talvez dois ou três milênios, antes de Cristo. Os pesquisadores e estudiosos compararam o sânscrito, que era o idioma usado na linguagem escrita e falado na Índia, um dos mais antigos idiomas do mundo, com o idioma falado pelos ciganos e encontraram muitas palavras com o mesmo significado, daí ter sido levado a concluir que o povo cigano se originou da Índia.

Fortalece essa hipótese com a aparência dos ciganos, como tez morena, comum aos hindus e ciganos, gostos por roupas vistosas e coloridas, e princípios religiosos como a crença na reencarnação e na existência de um Deus pai absoluto.

Tanto para o hindu como para o cigano possuem sentimentos muitos fortes sobre a religião, as leis divinas, sua execução, procedimentos, infrações como resultantes conseqüentes.

Outro fato que chama a atenção é a santa por quem nutrem o mais devotado amor e respeito, chamada Santa Sara Kali. Para o Povo hindu, Kali é venerada como uma deusa, que considera Mãe Universal, a Sombra da Morte. As duas têm pele negra. E força destruidora de negatividade e os maléficos que possam atingir seu povo.

O gosto pela dança e a função ritualística da mesa em várias situações, a forma recatada das mulheres não expondo o corpo, são similaridades entre os dois povos.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

O Baralho Petit Lenormand

Criado por volta do ano de 1800, composto de 36 cartas com imagens e naipes.

Foi criado por Marie-Anne Adélaide Lenormand, uma francesa muito evoluída com conhecimentos em astrologia, mitologia, cabala, tarô, numerologia, alquimia e no estudo das flores. Nos seus 71 anos de idade ficou famosa pelas previsões que fez às figuras ilustres da época como Jean Paul Marat, Napoleão Bonaparte, sua esposa e outros.

Por algum motivo desconhecido, o material escrito e os baralhos criados por Mlle. Lenormand desapareceram temporariamente após sua morte, em 1843. Acredita-se que grupos ciganos por volta de 1893, recuperaram os manuscritos.

domingo, 22 de junho de 2008

Os Sete Mandamentos da Cartomante

1 – Fazer das cartas não somente um oráculo, mas um meio de ajudar o próximo.
2 – Manter a Fé e a Esperança no coração de seu consulente.
3 – Respeitar todas as crenças e religiões, porque todos os caminhos levam a Deus.
4 – Não fazer de suas Cartas instrumento de brincadeira, muito menos emprestá-las a alguém.
5 – Não se importar quanto tempo levará a consulta; importar-se, sim, em deixar o consulente sair com a alma e a esperança resgatada.
6 – Mostrar ao consulente os caminhos indicados pelas Cartas, mas deixar que ele faça a sua própria escolha. Tendo cautela com as palavras, para não ter a responsabilidade de desfazer casamentos, amizades e sociedades.
7 – Ter a humildade de agradecer aos dons Divinos, conscientes de que somos apenas um instrumento. Sejamos então um instrumento de paz.

sábado, 21 de junho de 2008

Ser Cigano é respeitar a liberdade, a natureza e acima de tudo a vida. É viver e deixar viver. É ter a lucidez de saber esperar É não esgotar todos os recursos.É preferir morrer com honra, do que viver desonrado. É ter como lema ser feliz. É agradecer as pequeninas coisas da vida. É dignificar seus velhos. É glorificar suas crianças. É respeitar os povos e as coisas que se desconhece. É nunca contestar a Justiça Divina. É acima de tudo amar e respeitar Deus e Seu filho Jesus Cristo, nosso grande Mensageiro.

Rorarni / Mirian Stanescon
Minha foto
É uma cigana espanhola, da Andaluzia. Usa roupas coloridas, sem preferência de cor. Não dispensa os colares, os anéis e as pulseiras. Suas argolas são sempre de ouro. Adora tocar castanholas, principalmente quando dança ao redor da fogueira. Ela não dispensa um pandeiro com fitas finas e coloridas. Todas as pessoas que têm esta cigana em sua aura jogam cartas e patacas; têm também um cristal de malaquita, que Carmencita não dispensa para suas magias. Suas oferendas são sempre feitas aos sábados, até as 10 horas da manhã e com o Sol iluminando o planeta Terra. Nunca coloque oferendas para Carmencita em um dia nublado.

Violino Cigano

Violino Cigano

Cigano Vladimir

Era moreno-claro, de olhos e cabelos pretos.

SUAS ROUPAS

Wladimir usava roupas diferentes, conforme a fase da lua.

O detalhe constante nessas roupas é que a calça era sempre da mesma cor do colete de veludo que ele vestia por cima da blusa.

Na Lua cheia ele usava blusão vermelho com colete e calça azul-turquesa; na Lua crescente, blusão branco, colete e calça brancos rebordados com fios de prata;

na Lua nova, blusão azul-turquesa, colete e calça vermelhos rebordados com pedras coloridas; e,

na Lua minguante, blusão branco de mangas compridas, colete e calça marrons e uma faixa branca na cintura.

Em todas as fases da Lua ele usava na cintura uma faixa branca, na qual trazia o seu punhal de prata.

SEUS ADEREÇOS
O lenço que Wladimir usava na cabeça era de cores diferentes, conforme a fase da Lua.
Era azul na Lua cheia, branco no quarto crescente e vermelho na Lua nova.

Na orelha esquerda ele trazia uma argola de ouro e, no pescoço, um cordão de ouro com um medalhão antigo de seu clã.

SUA MAGIA
O Cigano Wladimir aprendeu a tocar violino com seis anos de idade.

Hoje, quando chega à Terra como espírito,pede logo o seu violino e começa a tocar antigas músicas eslavas.

Um detalhe importante: quem tem esse Cigano na aura não precisa saber tocar violino, pois, ao chegar, ele traz a essência da música.

Esse é o mistério de Wladimir.

Retirado do livro “Ciganos do Passado, Espíritos do Presente – Ana da Cigana Natasha- PALLAS EDTORA

Querida Professora de Dança: Samra Sanches

Querida Professora de Dança: Samra Sanches
Loading...